sexta-feira, 16 de julho de 2010

Bêrga Motta e a floresta encantada da Família Sperry

Depois de conhecer o Sabor Rural em Gramado, não achei que encontraria, no mesmo final de semana, outro lugar tão surpreendente. Ledo engano. Dessa vez, nossa aventura, num dia lindo e quente em pleno inverno, foi pela Linha 28. É lá que fica o maravilhoso Ecoparque Sperry e o charmosérrimo bistrô Bêrga Motta (visite o site, vale a pena). Demos muitas voltas de carro pela região até encontrar o parque, o que não foi problema, pois o visual é lindo. 
Para as crianças, falamos que estávamos na “floresta encantada” em busca das cachoeiras. No final do post, explico diretinho como se chega nesse paraíso, pra você não ficar perdido na Mata Atlântica como a gente.
Fomos muito bem recebidos na chegada pelo Leandro Sperry e por um  biólogo, que nos guiou por celular até o local. Era uma hora da tarde, e as crianças choravam de fome. Bastou entrar no Bêrga Motta e se deliciar com um bolinho de arroz com banana e canela para perceber que não tinha mentido para meus filhos: a floresta era encantada, e o restaurante também.
Devo ter comido uns cinco desses ma-ra-vi-lho-sos bolinhos. E olha que emoção: tem a receita do bolinho no site do Ecoparque, clique aqui. O restaurante serve “comfort food” cercado de natureza, ...
... charme, delicadeza e...
...muita criatividade nos pratos. O chef Guilherme Sperry conheceu sua parceira de vida e de panelas em São Paulo: a chef Tatiane Milanês – durante a semana, ela é chef do Josephine no Centro de Gramado. Juntos, eles comandam de forma impressionante as caçarolas e o atendimento carinhoso do Bêrga Motta. E o Leandro Sperry, irmão do Guilherme, comanda o parque dentro do Vale do Quilombo, com cachoeiras, cascatas, cânions e atividades de preservação do meio ambiente.
Vi muitas crianças e bebês no restaurante. Comidinha para eles é o que não falta: feijão, massa, moranga caramelada (meu filho não vive sem), frango e muitas verduras. E aí, vai de garfo, colher ou palitinho?
Agora, vamos falar – e comer – como gente grande, começando pelas saladas. São especiais, aconchegantes, deliciosas. 
Experimentei o tabule, um tomate e uma beringela estilo caponata e mix de folhas verdes… “so much comfortable!”
Dali, parti para diversões mais quentinhas: ...
..frango assado com cerveja e ervas, polenta cremosa com alho poró na manteiga, couve crocante, escondidinho de frango e farofa com ovos caipira
O ponto alto foi esta paleta suína na brasa, gratinada com queijo colonial, cebola caramelada e alho poró. Levitei! 
Não sobrou espaço para experimentar o “costelão do bêrga”, entre outras delícias do buffet. A essas alturas, as crianças estavam atrás da sobremesa. Além da variedade exposta à mesa,...
...a chef Tatiane apareceu com um tabuleiro de xadrez cheio de brigadeiros. Adorei.
Mas meu menor queria mesmo era um sorvete de chocolate. Observe “o” sorvete que a Tatiane trouxe. 
Tira a "plantinha" e o morango e atacar....
Deliciei-me com os doces do buffet. A dica é ir com tudo no de banana e no crumble de maça e farofa de cuca. Não sobrou espaço para experimentar o simpático pavê de bêrga.
Depois desse banquete dos deuses, a gente tinha que conhecer as cachoeiras que prometemos para as crianças. O melhor – sugiro pra quem for – é fazer a caminhada pela trilha do parque, ou parte dela, antes do almoço.
Atenção: repelente, repelente e repelente. Já passe antes de chegar ao parque. Seguimos pela trilha da cascata do Trombão. Uma caminhada segura, curta e linda. As árvores têm placas com nomes, e a floresta parece um cenário de filme. Minha filha está pegando gosto pela fotografia e me ajudando com a máquina dela, registrando nossos “family-cool-food-fun moments”.
Como era dia de final da Copa do Mundo, encerramos nossa visita por aqui. Voltaremos ceeerto para fazer todas as trilhas e almoçar novamente no Bêrga. Na saída, uma “guarda florestal” trouxe joaninhas para as crianças tocarem e brincarem.
O banquete na “floresta encantada” custa módicos R$ 35 por pessoa. Das crianças, só cobraram a taça de sorvete. Podiam cobrar a aventura, as joaninhas, a mata e o bolinho de arroz com canela que eu não ia me importar. The End!

Linha, 28 - Avenida Central 
8km do Centro de Gramado-RS 
(54) 9998-5488
Sábados, domingos e feriados das 13h às 16h
www.ecoparquesperry.com.br
Como chegar: pegue a estrada para a Linha 28 e siga sempre reto até avistar a pequena Igreja da comunidade. Depois da Igreja, siga reto e dobre na segunda estrada que encontrar à esquerda. A partir daí, você vai ver placas indicando o caminho do Ecoparque Sperry.

13 comentários:

ana disse...

AMEI! preciiiiiso ir com as crias nessa floresta encantada!
bjocas alex

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Meuuu deus,to aqui com agua na boca!!! delicia de lugar, e o preço é otimo einh!!!
bjss!!
;-)

Carol Dayrell disse...

Alexandra, o lugar é encantador e o jeito que tu descreves dá vontade de ir agora mesmo! Com certeza levaremos o Vicenzo.
Beijo Carol

Sâmia disse...

Nossa, adorei este lugar!!!

Demais a dica, Alexandra!

Bjos,
Sâmia

Alexandra disse...

Vamos todas de tchurma! bjs Alexandra

Kah disse...

Eu acabei de almoçar e já estou com fome!!
A-do-rei! Estou anotando tudo, na minha próxima visita a Gramado vou fazer a festa!
Adorei a ideia da Alexandra!
Beijos

mariana disse...

que loucura, vou sempre a gramado e não tinha ideia deste lugar! vamos certooooooo!

Tatiana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Magali Moraes disse...

Tu parece uma detetive gastronômica, mulher!! Muito bom, estou com impressão de que nunca fui para a Serra. Não a Serra que tu está descobrindo. Beijos. Magali

Tatiana disse...

Parece o Parque Yellow Stone da Gringarada. Que lindo. O lugar parece super moderninho tb, foge do padrãozão pampeano de sempre.
Uhmmmm.... fiquei de olho nessas saladinhas aí!Ótimo para as mamães manterem o "shape" e se equilibrarem no meio da comilança de Gramado.

Débora Masiero disse...

Alexandra: fico cada vez com mais vontade de experimentar todas as tuas sugestões junto com os meus pequenos! Nossa, as fotos dão água na boca.E a gente vai, vai, vai para Gramado e acaba vendo que não conhece nada. Thanks por tantas dicas.

Juliana Jung disse...

Eu fuiiiii....gente é maravilhoso...adorei... tudo é bom..a comida o passeio , as trilhas... as crianças amaram..Bj JU

Alexandra disse...

Jú. que bom que tu gostou. O Ecoparque é show de bola mesmo! Quero voltar. Beijos