sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Casa da Montanha, um playland gastronômico de pais&filhos

Eu prefiro Gramado na primavera, quando é possível aproveitar mais as atividades com as crianças ao ar livre. No inverno, acredito que é preciso investir mais no hotel (leia-se, custa mais caro). Assim, garante-se um final de semana quentinho e gostoso, mesmo com chuva ou frio. Foi o que fizemos nas férias de julho: passamos três dias no hotel mais bem localizado da cidade, o Casa da Montanha.
Nosso parque de diversões era o café da manhã do Casa da Montanha, um dos melhores de Gramado (se não o melhor). 
O café é servido no mesmo ambiente do restaurante temático de caças – o La Caceria. Por isso, tive que responder a algumas perguntas: “Mãe, este animal tá morto?....Quem matou ele? .... Não é saudável matar animais, né?”.
Afora as perguntas, é tudo ótimo, e o café, um paraíso gourmet. Cada um da família selecionou seus pratos prediletos. O Mojo adorou a sessão de produtos coloniais: patê, queijo, nata, entre outras especialidades
Eu amei a salada de frutas, a melhor que provei nos últimos tempos.
No segundo round, fui no omelete
A Catarina devorou o sonho e a “cueca virada”, junto com alguns morangos (ufa, pelo menos algo é saudável nessa mistura). 
E o Matias... bah, ele é um pouco chato para comer coisas diferentes e trouxe o kit dele de casa: Cereal Nescau e sua mamadeira. Do buffet, só beliscou o miolo do pão francês e o bolo de chocolate.
Com tanta comida, nem lembramos do chá da tarde de sábado, oferecido aos hóspedes no Freund Bar. Uma pena. Mas daí foi só aparecer na sala da lareira do Hotel que fomos agraciados com chimarrão e pipoca.
Agora vamos ser sinceros: tem vezes que não dá vontade de sair com as crianças do Hotel, ainda mais com frio. E foi isso que nos permitimos fazer à noite. No Freund Bar (onde servem o chá da tarde), a Cata e o Matias pediram um prato de massa na manteiga com filé para dividir, o “Yakisoba Júnior” do Menu Kids. O lugar estava cheio de pitocos jantando e brincando nessa micro sala de TV...
Caso alguém pergunte aos meus filhos o que eles mais gostaram de comer em Gramado, adivinhe qual será resposta? A massinha do Hotel.
Eu provei o restinho e adorei. No outro dia, teve até repeteco da massa no quarto, com direito a taça de sorvete e champas para os pais. A fome era tanta que eles nem me deixaram fotografar direito. Dei uma disfarçada em preto e branco...
Além do restinho da massa, os papis filaram (que feio!) uns quitutes árabes, que passaram pela sala de estar, do "Cine Gourmet"
Um evento que reúne gastronomia e cinema, e só a palinha bastou para a gente ter vontade de, na próxima, participar o final de semana inteiro das atividades. Até sugeri na recepção um “Cine Gourmet Disney”, com direito a café da manhã com as princesas ou a Turma do Mickey. Não seria o máximo?
No domingo, o café conseguiu ser ainda melhorRecusamos a opção do brunch, servido após às 11 horas da manhã (com crianças é impossível esperar até esse horário para comer algo). Nesse dia, os hóspedes podem escolher entre o café da manhã ou o brunch divino que, além das opções do buffet do café, oferece pratos da culinária alemã e italiana, sobremesa e espumante. Dá só uma olhada no pão lindo, quentinho e saboroso que passava de mesa em mesa no café da manhã desse dia...
A conta é a parte menos palatável se você incluir as diárias. É possível experimentar o brunch e o café da manhã sem estar hospedado no Hotel: R$ 20 (café) e R$ 40 (brunch). Eu já fiz isso. A conta das comidinhas, bebidas e sorvetes da temporada foi R$ 150.  No entanto, o que conta mesmo é a tranquilidade e o conforto de não precisar sair do hotel em busca de comida para os pequenos, sim só aventuras!

Avenida Borges de Medeiros, 3166
Gramado - RS
(54) 3295-7575

9 comentários:

paola barbieri disse...

oi. já ouvi vários elogios do casa da montanha e nunca fui. com esse dia como está e com esse post maravilhoso, me deu uma vontade enorme de encarar um final de semana em gramado e ficar hospedada lá. valeu alex pelo incentivo!

Mayume disse...

alex! ótima dica! eu também AMO café da manhã, e vou experimentar esse certo! que bom que está postando aqui!

Tatiana disse...

Campanha pela valorização do café da manhã!
Café da manhã bom: não tem preço.
E este, para o que oferece, parece estar super em conta!
Da próxima vez em que for a Gramado, vou me empanturrar no Brunch.

Ligia disse...

Nossa! Alê!
Se esse café da manhã era um playground, eu diria que toda a Casa da Montanha é uma Disneylândia!!!
Que lugar incrível!

E esse primeiro breakfast familiar foi uma das melhores atrações do parque (pra mim, uma roda "gigante" de delícias!)
Chego à conclusão de que a família manda muito bem, em qualquer móvel, cujo nome é mesa! rsrsrs. E haja mobilidade: na cidade, no campo, na serra, na praia, e em casa mesmo...

Fiquei aguando essas gostosuras, mas o que me deixou encafifada mesmo, foi isso, que a Cata pediu: o que vem a ser "cueca virada"?

Gramado é mesmo um destino de sonhos, para qualquer turista, particularmente nessa época do ano, com o frio, e as gostosuras gastronômicas da serra, mas esse hotel é uma maravilha mesmo!

Sabe o que me encantou? Essa salinha de TV, com os bichinhos sentadinhos nas poltronas...Fofíssimo!

Ah...eu quero ir pra lá, e me acabar em todas as opções apresentadas aqui. Muito legal, até pra quem não tem mais petizada (de baixinha só eu mesmo).

Adorei sua sugestão pra eles, de servirem o café da manhã com as princesas e heróis infantis, tal qual a Disney! Seria um sucesso. Eu iria querer tirar retrato, e trocar umas idéias com Peter Pan, pra saber o segredo do sucesso dele, de não crescer nunca. hahaha
Bravo, Alexandra! Bravíssimo, pelo post!
Beijos.

Alexandra disse...

Oi Lígia
A cueca virada é uma espécie de biscoito frito, com açúcar e canela - muito comum aqui na Serra gaúcha. E olha só, se um dia vieres a Gramado nos avisa para gente fazer um tour contigo. Bjs
Alexandra

Receitas da Nana disse...

Nossa!!!! Esse cafè da manhâ è um delícia, jà provei e aprovei...
O hotel è um charme. Muito aconchegante, os ambientes tem um cheirinho de canela.Muito gostoso também é o chá da tarde servido na varanda. Hum...

Anônimo disse...

Interessante; por certo que não deve ser o mesmo hotel Casa da Montanha de Gramado, na rua principal, em que me hospedei por 2 vezes.
Se for o mesmo hotel que me refiro deve ter trocado todo seu quadro de funcionários.
Pois a última estada aí em Agosto de 2009, com toda minha família foi lastimavel, para não incluir sofrível. Ficamos com tão grande má impressão que nem tive mais vontade de hospedar-me em Gramado. Uma pena, porque acaba refletindo em toda hotelaria local o péssimo serviço, tanto de acomodações, ( que teve a necessidade de ser trocado), quanto a horrível qualidade da comida, ficamos literalmente consternados, achando que a casa estava no vermelho e não dispunha nem de pão farncês novo para oferecer aos seus hospedes. Um grande sentimento de piedade nos invadiu a alma, pois o passeio foi a antítese do que nossa família esperava, mais que isso, é este tipo de serviço e trabalho que vão demonstrar a nossa serra gaúcha???
Atenciosamente,
Gilvana.

Alexandra disse...

Oi Gilvana
Com certeza, alguma coisa estava errada neste período que ficaste no hotel. O serviço e a comida são realmente muito bons. Até confesso que em relação aos quartos eu não acho tudo isso, poderiam ser melhores. Agora, em matéria de atendimento eles são ótimos. Meus filhos vivem pedindo para voltar. A nossa experiência foi boa, mas tudo pode acontecer,né?
Alexandra

Anônimo disse...

OI Alexandra, muita gentileza tua responder ao meu comentário, principalmente porque penso que somos simples clientes, além de não receber nada, compartilhamos pelo bom gosto e, apreciamos o bom serviço.
Claro que tudo pode acontecer, mas penso que não logo na semana do QUIQUITO isso é organização. Eu fiz as reservas muito tempo antes, enviei vários e-mails explicando as minhas necessidades, e qual foi a surpresa? O quarto do casal, não tinha sido limpo da lua de mel, com nome dos noivos lixos e tudo mais, a suíte dos meus filhos ( jovens com 17 e 14 anos ) exalava a mofo, estava suja e o chuveiro também não funcionava.
O atendimento poderia ter superado tudo isso, para não ficarmos tão chocados, até porque a suite que eu estava hospedada era em frente a da DIRA PAES, no momento fazendo o personagem da Norminha em Caminho das Índias.
Mas o trauma maior, foi realmente nas refeições, alí não tinha como esconder que algo estava acontecendo. Se alguém conhece de fato a nossa serra e se hospedou em mais de 5 hotéis em Gramado sabe que o serviço e o café da manhã do Hotel Alpestre é melhor que muitos cafés coloniais de Gramado, e não fica só nisso, o aconchego, o sorriso,o piano com a lareira, aquele jardim belissímo, a gentileza são coisas que não tem valor. Além de investirem muito na atenção do perfil dos clientes enviando mala direta por e-mails e promoções vips.
Concluindo, muitas empresas gastam tanto no marketing e, põe suas grandes chances fora, basta lembrar que não precisamos mais olhar para os lados para ver os nossos concorrentes, e sim somente abrir os olhos, pois eles ( os concorrentes ) estão aqui, bem na nossa frente.
Esperando uma oportunidade para mostrar a verdadeira essência da serra gaúcha, nos mais variados dias, nas mais variadas estações, o amor,a beleza, a paixão,a leveza, o encanto, a gastronomia, enfim em cada canto se descobre e se redescobre a alegria deste lugar, porque não dizer? mágico! Isso é Gramado, extremamente acolhedor e principalmente organizado!

Um grande abraço, e perdão se me prolonguei na resposta.
Atenciosamente,
Gilvana de Porto Alegre